Mercado Mundo Mix – Castelo de São Jorge, dias 29, 30 e 31 de Maio

O Mercado Mundo Mix é um evento multicultural, que se expressa através de múltiplas linguagens artísticas, por onde já passaram mais de 2 milhões de visitantes.

Nasceu há 15 anos no Brasil, onde se tornou num marco da cena cultural brasileira e está em Portugal desde 2003, com várias edições realizadas em Lisboa, Porto, Coimbra, Cascais e Lagos, chegando agora à sua 21ª edição.

Trata-se de um movimento de vanguarda com características alternativas ligadas à cultura urbana, que apresenta novos talentos, novas ideias e novas tendências nas áreas das artes, música, moda e design, oferecendo a oportunidade aos artistas seleccionados de promover, comercializar e viabilizar as suas criações.

E, como já vem sendo hábito desde 2007, a Kooka[Licious] irá estar de volta ao Castelo de São Jorge já este fim de semana. E parece-me que esta edição do Mercado Mundo Mix promete muitas e variadas surpresas, sempre com a animação a que já nos habituaram.

Por isso, este fim de semana, venham até ao Castelo de São Jorge.





Entretanto, as encomendas recebidas esta semana serão entregues a partir do final da semana que vem.

Faltam 14 dias

e eu já estou  uma pilha.

Conto os dias que faltam e contabilizo o que ainda não consegui produzir. Tenho uma lista de objectivos bem definida e feita por alto, para poder ter pelo menos metade do que tenho na lista pronto a tempo. Não sei se o conseguirei. Trabalhar a tempo inteiro não me deixa muito tempo livre, as encomendas têm sido para já prioritárias e faz-se o que se consegue.

O nervoso miúdinho ataca-me como há muito tempo não fazia, o que por um lado é positivo pois põe-me a mexer, mas por outro lado deixa-me irritadiça e apressada e chata e impossível de aturar!

Fico contente por este ano ver mais alguma divulgação do que nas edições anteriores. Os cartazes e muppies já andam por Lisboa, o programa das Festas de Lisboa, onde se insere o Mundo Mix, já começou a chegar às caixas do correio, na internet também já se vêem banners em alguns sites de muito tráfego. Tudo isto é bom para quem participa. Mas depois olho para o calendário e é aí que desejo que os dias pudessem ter, no mínimo, 72 horas! Continuar a trabalhar até às 18h30, ter 12 horas para dormir e as restantes 50 para trabalhar para o Mundo Mix!

Keep dreaming, girl 😉

Anyway, escrevam já nas vossas agendas: dias 29, 30 e 31 de Maio, Castelo de São Jorge, mais uma edição do Mercado Mundo Mix – Concentrado de Novos Talentos. Venham visitar-nos.

Oficialmente em contagem decrescente

Faltam exactamente 3 semanas para aquilo que espero desde o Maio do ano passado: o regresso ao Castelo de São Jorge para mais uma edição do Mundo Mix.

Quem me tem acompanhado neste últimos anos, já se deve ter apercebido que o Mundo Mix para mim é um evento especial. Não é “só mais uma feira”. É, sim, uma festa, pela animação, pelo espaço, pelo convívio, pela descoberta, pelo público.

Para este ano, a minha lista de objectivos é longa. Demasiado longa para o tempo que me resta até lá, na verdade.

O trabalho no escritório ocupa-me um dia inteiro, saindo de casa às 8 e meia da manhã e chegando a casa sempre muito perto das 8 da noite. Depois, há que jantar e responder às encomendas, que são muitas (felizmente!).
Pelo meio, tenho ainda que descansar, coisa que não consigo e sei agora porquê.

Se andava a queixar-me há vários meses do meu cansaço sem explicação, encontrei agora uma possível causa: Apneia do Sono. Está confirmada a 95% e no dia 15 à noite dou entrada no Hospital para uma noite de exames enquanto durmo, na tentativa de perceber a gravidade da coisa. Confirmando-se a apneia do sono, trago para casa um ventilador que me irá fazer companhia todas as noites para me “obrigar” a respirar durante a noite.

Com isto da apneia do sono, entendo agora o meu cansaço e as mais do que constantes dores de cabeça: o cérebro não é devidamente oxigenado durante a noite, eu não descanso e na manhã seguinte é o suplício para acordar e ter energia durante o dia, sentindo sempre uma forte sonolência. Mas, na realidade, tenho que encontrar essa energia seja lá onde for.

Todas as noites, depois de chegar a casa e de um jantar rápido, vou até ao meu limite para conseguir entregar as encomendas com o mínimo de atraso possível, e, por isso mesmo, agora e até à primeira semana de Junho, o prazo de entrega vai ter que ser alargado para uma semana e meia.

Felizmente, conto com a preciosa ajuda da minha mãe para que, enquanto eu trato dos slings, ela vá tratando do resto: corta os tecidos, prepara os moldes das malas, junta o material necessário, desde alças a forros, entretelas e afins e cose.

Seja como for, ainda assim os objectivos para o Mundo Mix estão longe de ser alcançados. E com apenas 3 semanas até lá tenho que dar o litro e tentar sobreviver pelo meio.

Não sei se irei conseguir ter todas as novidades que tenho na gaveta das ideias, mas vou fazer um [grande] esforço para conseguir tê-las.

Conto com a vossa visita nos dias 29, 30 e 31 de Maio no Castelo de São Jorge. Os residentes em Lisboa não pagam entrada, residentes de fora de Lisboa pagam 5€. Mas são 5€ muito bem pagos, pela animação, pelo “concentrado de novos talentos”, pela vista, pelo ambiente próprio do Castelo.

Até lá, o que me dava realmente jeito era uma avó que soubesse coser. Alguém tem uma que me empreste?

Mercado Mundo Mix Metro

E o Mundo Mix está aí à porta novamente!
Desta vez no Estoril, no recinto da FIARTIL (Feira Internacional de Artesanato do Estoril), junto ao Casino.

Para variar, lá estarei eu também! No stand número 13 (número que se quer de [muito] boa sorte!) na companhia da Pampa Mia, Jóias da Rita e a “Mix-estreante” Bags of Fun.

A entrada é quase simbólica: 2 euros.

Se ainda não têm planos para o fim de semana, apareçam já a partir de 6ª feira, entre as 12h00 e as 22h! Esperamos por vocês com muita música, animação, boa disposição e…novidades 😉

E no domingo ainda consigo ir dar um pulinho à edição extra da Crafts & Design no Jardim da Estrela, que está ainda nas comemorações do 2º aniversário, acompanhada pelo Pleno Out Jazz com concertos de Maria João e Mário Laginha, entre outros.

Têm duas excelentes propostas para o fim de semana. Aproveitem-nas 😉

Mundo Mix |11|05|2008| – Dia 3 [último dia]

O dia final. O dia em que já estamos por tudo. O dia em que o cansaço está patente em todos os rostos. O dia em que já só esperamos que chegue a hora para desmontar. Ou nem tanto assim.
Domingo foi dia de voltar cedinho para o Castelo, carregada como sempre para repôr stock. Cansada e com sono [na noite anterior a insónia bateu-me com força, e já passava largamente das 2 e 30 quando me forcei a me ir para a cama], qualquer canto me servia para me encostar e “descansar as pálpebras”…

Para variar, o São Pedro estava com graves problemas de incontinência e a chuva, mais forte e mais frequente que nos dias anteriores, fez-nos companhia durante grande parte do dia. Só a meio da tarde o sol apareceu, tímido, mas forte o suficiente para afastar as nuvens e trazer o público em força para o Castelo.

Domingo foi também dia de Cosplay, e foi muito giro encontrar personagens Manga a passear pelo Castelo, pouco depois da actuação dos Gnawa Sahara Soul [música tradicional Marroquina].

A noite caiu, e com ela o cansaço veio com mais força. Tive a confirmação que, afinal, poderia desmontar tudo com calma na 2ª feira de manhã [antes das 9 da manhã…] e depois de tudo arrumadinho, só ficaram mesmo as bancas e a decoração para tirar no dia seguinte. O corpo gritava por descanso e o carro estava em casa. Mas foi, como sempre é, interessante observar a rapidez com que se desmonta o que demorou horas a montar =)
E, ao fim destes 3 dias + 1, depois de mais uma experiência fantástica, depois de mais um Mundo Mix muito bom, só me resta dizer: “Adeus, Castelo, até para o ano!”

Seja como for, em Setembro o Mundo Mix volta, desta vez no Estoril, e a ele me junto mais uma vez, porque…já não passo sem o Mundo Mix!

À organização já deixei o meu agradecimento, mas deixo-o agora aqui: obrigada pelo vosso esforço, empenho, teimosia, coragem, trabalho e ânimo! E muito obrigada ao Beto Lago, mentor desta iniciativa e que teve a ousadia de trazer o Mundo Mix do Brasil para Portugal. O meu muito, muito, muito obrigada =)

Mundo Mix |10|05|2008| – Dia 2

Chegamos a meio da aventura!
Sábado foi dia de eu ir mais tarde para o Castelo. Andar naqueles caminhos tortuosos deu cabo do meu tornozelo [dá sempre…] e ao fim do dia de 6ª feira já mal andava [já estava coxa na 5ª…] por isso combinamos que, para não ir para o Castelo de muletas [isso é que devia ser bonito…], as outras meninas iam mais cedo e eu ia só de tarde. Aproveitava para descansar um pouco e produzir outro tanto. A verdade é que, para quem tinha planeado acordar nunca antes das 10 por causa do cansaço, ainda não eram 9 quando saltei da cama. E o susto foi grande! Quando abro a janela…CHUVA! Forte! O dia mais cinzento dos últimos dias e que mais uma vez me recordou Cascais…

Felizmente a chuva durou pouco e à hora de almoço, quando regressei ao Castelo, o sol brilhava em força! E com ele vieram os visitantes!

O dia foi realmente muito mais animado do que na 6ª feira, como seria de esperar. As filas para entrar no Castelo eram enormes e, lá dentro, a animação estava ao rubro!

Sábado foi dia Hare Krishna. Foi dia de boa onda. Foi dia de Sol. Foi dia de visitas. Foi um dia “lá em cima”.

E foi também dia de ganhar coragem e subir à muralha do Castelejo e ver o Mundo Mix visto de cima, e ver Lisboa com olhos de águia!

A experiência de subir à muralha foi…alucinante! E serviu não só para olhar a minha Lisboa com outros olhos como também para confirmar porque é que quando os gatos sobem às árvores mais altas, têm dificuldade em descer…! Sim, ao fim de 31 anos descobri que tenho medo das alturas! Demorei mais de meia hora para conseguir ganhar coragem para me colar à parede e descer devagarinho, não sem antes percorrer toda a muralha, em grande luta com o vento [forte!] lá de cima, depois de muitas fotos da minha cidade. Sim, descobri que tenho medo das alturas, mas continuo a ser teimosa…enfrento os meus medos de frente e muitas vezes [quase sempre!] os venço. E apesar de tudo, a vista lá de cima compensa tudo…

A noite chegou, os visitantes ficaram, os concertos continuaram, a boa disposição também. E o cansaço, esse, depois do susto da muralha, parece ter desaparecido por completo!

Mas ainda faltava um dia para terminar a aventura que é o Mundo Mix.

Mundo Mix |09|05|2008| – Dia 1

Sexta feira…o dia que, apercebi-me disso lá, esperei durante vários meses.

Cheguei ao Castelo pouco depois das 10 da manhã, carregada como sempre, com um saco cheio de cestas, malas, e outras coisas que tinham ficado em casa no dia da montagem.
Ao meio dia, nas colunas de som, o Beto Lago [a quem só posso agradecer por ter trazido o Mundo Mix até nós! Obrigada, Beto!], anuncia o “início das hostilidades”, que é como quem diz, dá por aberto o evento.
E foi nessa altura que caiu a ficha: eu já não passo sem o Mundo Mix…só quem já participou no evento entendo o que se vive ali. A animação, o convívio, o contacto com um público diferente daquele a que estamos habituados nas feiras que fazemos todos os meses, todas as semanas, nos locais habituais. O próprio ambiente do Castelo de São Jorge é diferente. A calma que se sente ali, misturada com a loucura que é a animação do Mundo Mix…o despertar no Castelo bem cedo e sair de lá bem tarde…a galhofa, a amizade, o companheirismo de quem participa, a cumplicidade!
Sentia falta de tudo isto…e só me apercebi do tanto que sentia a falta lá.

Sentimentalismos à parte, o dia começou cinzento…com ameaça de chuva! Chuva não, chuva é a última coisa que se pede num evento destes! Lembro-me sempre de Cascais, que foi uma edição arruinada pelo mau humor de São Pedro e tremo sempre com medo que se repita. Felizmente, na 6ª feira o tempo aguentou-se e o sol chegou a brilhar a maior parte do tempo.
À hora do almoço, a SIC visitou-nos com direito a directo no Primeiro Jornal. E bastou ver o cameraman tão perto e…fugi! Para directos não estou! Ficou o stand 😉

A tarde foi tranquila, como seria de esperar num dia de semana. Os turistas não percebiam ao certo o que se passava, mas deu para perceber que estavam admirados com tanta animação no Castelo.

De resto, muita converseta, muita brincadeira, muita caminhada difícil pelos caminhos tortuosos do Castelo. E até uma ida ao cabeleireiro!

Ao final do dia, o cansaço começava a sentir-se, mesmo depois de uma noite bem dormida que deu para recuperar forças e energias. Mas ceder já ao cansaço era impossível, mais dois dias de Mundo Mix nos esperavam e foi necessário enganar o cansaço!