Quase de férias

E que bem preciso!

O último fim de semana, para além de ter sido carregado de feiras, foi carregado de emoções!

Sábado fomos para o Príncipe Real, como previsto, e apesar do [muito] frio, a diversão foi imensa.

A companhia sempre agradável e bem disposta da Gominha ajudou a aquecer o espírito quando o corpo, esse, gelou com tanto frio que fez.

O que nos valeu foi o sol! Durante todo o dia, brilhou lá no alto e conseguiu afastar um pouco o gelo que se sentiu logo de manhã bem cedo e que voltou ao final do dia.

Para além da companhia da Gominha na minha banca, mesmo ao lado tinhamos a Cris sempre com o seu sorriso enorme, que tanto a caracteriza, e a sua imensa boa disposição. Nos intervalos das vendas, a palhaçada era garantida e nem para a foto de grupo conseguíamos estar com ar decente sem aparvalhar.

O que me veio aquecer a mim um pouco mais e que despertou paixões por onde passou, foi a visita do meu irmão pequenino [com 4 anos e meio e muito muito muito safado!]. Já há algum tempo que não o via e as saudades eram imensas. Mal o vi, arrepiei-me por causa do tamanho que já tem e do ar de homenzinho que ganhou.

[esta é aquela altura em que eu babo muito…lol]

Domingo resolvemos experimentar a feira de Belém e lá fomos nós [eu, a Gominha e Marta] tentar a nossa sorte. O frio de manhã estava bem pior do que no sábado, é verdade, mas a boa disposição e o local [que eu adoro] ajudaram a aguentar o frio matinal.

Depois de montada a banca, foi a luta contra o frio e o vento, que foi realmente o mais nos custou.

O resto do dia, foi passado a [literalmente] trabalhar para aquecer!

O dia passou a correr, por incrível que pareça [não é sempre assim quando nos sabe bem?]. E até o Pai Natal me foi visitar…não sei se aguento até dia 24 para abrir o presente! Mesmo depois de já a feira ter terminado, ainda lá ficamos na conversa, a ganhar coragem para voltar para casa.

Infelizmente, quando voltei para casa tive uma triste surpresa. A minha mãe, que já andava meio constipada desde sábado, pediu-me para a levar ao hospital. Asmática, estava com grandes dificuldades em respirar e muito afectada dos pulmões/brônquios. Lá fomos para Santa Maria, onde ela ficou em observação e a ser acompanhada até às 3 e meia da manhã. Diagnóstico: infecção respiratória. Felizmente, ainda no início! A esta altura já está quase completamente curada 🙂

A semana, que estava prevista ser um pouco mais tranquila, foi muito atarefada. Apesar de ter ficado em casa 3 dias com a minha mãe, continuei a trabalhar porque as encomendas de Natal não páram [mesmo a tão poucos dias do Natal, continuam a chegar!]. E o que mais me pediram foram…malas!

Para além das encomendas, aproveitei o embalo e fui fazendo mais malas. No entanto, já são poucas as que estão disponíveis.

Para o fim de semana prevê-se…mais trabalho! Já não tenho força para mais feiras este ano antes de ter férias. Estou demasiado cansada [não me lembro quando foi o último fim de semana que tive sem feiras, sem encomendas, sem necessidade de me levantar cedo por ter muita coisa para fazer] e começo a ressentir-me. Por isso mesmo este domingo em princípio não estarei presente na Feira do Terreiro do Paço, mas recomendo a quem ainda não comprou as prendas todas, a passar por lá em vez de se irem enfiar no caos que são os centros comerciais nesta altura. Eu vou continuar a terminar encomendas e a entregar outras tantas. 😉

E mais novidades

Foram várias as novidades que levei para Estrela. No entanto, foram poucas as que voltaram para casa. E de todas as malas que levei, sobrou-me apenas esta, que foi para o Jardim apenas ontem à tarde…

Mala em tecido com alças de massa a imitar tartaruga.

Preço: 22€ + portes de envio em correio registado. Vendida

A mala japonesa não passou de sábado…:)

Também para amanhã

🙂

Das cestas

São o que mais gozo me dão fazer, muito embora seja um trabalho muito demorado.

Neste momento, as cestas farfalhudas estão disponíveis apenas por encomenda, e ainda assim só para depois do Mundo Mix Lagos.

Há algumas diferentes, disponíveis de imediato, como esta que se segue.

Para encomendas e outras questões, o contacto mais fácil é através do mail caixa_de_chocolates@hotmail.com.

A última feita por encomenda, seguiu para a Vanda, e parece que para aqueles lados, há crianças assustadas a pensar que a cesta é um bicho…lol

O que realmente me custa saber e ver, é que, infelizmente, uma pessoa não pode fazer nada contra as faltas de imaginação e criatividade de quem vê uma coisa, gosta, acha piada e decide fazer igual…
Eu já sabia que, ao fazer as cestas, corria o sério risco de ver o meu trabalho imitado…copiado…Ainda antes de colocar fotos das cestas na net, e logo após a FIA, choveram emails a perguntar-me onde é que podiam comprar as cestas porque “quero fazer igual”…
Aviso já que não respondo a esse tipo de emails…porque acho falta de respeito por quem tem o trabalho de procurar, o trabalho de pensar e imaginar e o trabalho de criar.

Copiar é muito fácil, não dá trabalho nenhum pensar, e se nos derem a papinha toda feita então, melhor ainda!

Mas o que me custa muito mais, é ver que quem copia não se esforça sequer em melhorar o trabalho…normalmente, quando se fala de cópias, o que se vê são trabalhos, na sua maioria, com pouca [ou mesmo nenhuma] qualidade. E foi isso que eu encontrei este fim de semana, na Feira do Campo de Santana…alguém que copiou o meu trabalho mas que não teve sequer a decência de tentar fazer melhor! Neste momento, e visto que contra as cópias nada se pode fazer, a única coisa que peço a quem copia é isto: se é para copiar, façam algo MELHOR do que o original…

Enfim…fica o desabafo…

Todos diferentes, todos iguais

Era [é!] o lema da Festa da Diversidade. 2 dias e 3 noites de muita música, animação, boa disposição e cores, muitas cores, nas bancas, nas luzes, nos balões, na pele de cada mas que aqui não fazia diferença.

Por alguns momentos, especialmente à noite, senti-me como se tivesse viajado no tempo, até aos meus tempos de Avante. As “mesmas” pessoas, os mesmos cheiros de comidas diferentes, os sons, o convívio, a animação. Revisitei os meus 17/19 anos, revi-me naquele tempo e tive saudades.

Reencontrei velhas caras, dos tempos do secundário.

Diverti-me muito!

Ainda na 6ª feira, poucos minutos depois do início da Festa, entrevista em directo para a rádio [Antena 1 ou Rádio Renascença, nem eu sei bem!], que gerou muitas gargalhadas na nossa [enorme!!!] tenda.

Sábado, ao início da tarde, workshop de bijuteria com artigos reciclados, que deu direito a filmagem da RTP.

O calor esteve forte, mas as visitas dos amigos, dos turistas e dos clientes, ajudaram a aguentar o ar pesado. Tivemos algumas visitas verdadeiramente intrigantes e ao mesmo tempo hilariantes [como foi o caso da “Ágata” – não, não era a cantora pimba! lol].

Durante a Festa, percebi que quem me acompanhou não podia ser melhor companhia! O Carlos [que é a loucura em pessoa!], a Helena [que chegou muito desanimada mas que voltou para Aveiro com o coração aconchegadinho e muito satisfeita], e a doce Gominha, são 3 pessoas com quem uma pessoa não pode estar mal disposta nunca. Sabem rir, sabe sorrir [tantas vezes mais importante do que saber apenas rir…], são a diversão em pessoa!

No Domingo, antes da Festa, ainda tive tempo de fazer uma visitinha [felizmente muito rápida] a Santa Maria.

Quando me deram a pulseira verde, pensei imediatamente que iria passar o resto do dia pelo hospital à espera de ser atendida. Felizmente, à hora a que lá cheguei, estava muito pouca gente nas urgências e em menos de uma hora estava de volta a casa para trocar de roupa e voltar para a Festa.

Já não fui a tempo da visita da Lau, com muito pena minha, mas a encomenda foi entregue e, pelo que sei, já tem feito sucesso 😉

De tudo isto, posso dizer que foi muito bom! Muito mesmo! E, se puder, no próximo ano lá estaremos. Há muito tempo que não passava um fim de semana tão divertido [apesar de bastante cansativo].

As minhas cestas por lá andaram novamente a fazer sucesso [dizem-me até que apareceram na TV…lol]. Umas quantas arranjaram donas novas, menos uma que, por não ter ficado pronta a tempo, está neste momento cá em casa, carente, a necessitar de nova casa.

Por isso, quem a quiser, pode enviar um mail para saber preços e condições.

Cheira-me que a cesta não vai ficar cá por casa por muito tempo 😉

Houve ainda tempo para pôr conversas em dia e para hobbies que me aquecem a alma, como a fotografia…a máquina, essa, foi comigo só no Domingo, mas veio de lá muito carregada

Novidades

Mais uma vez, queixo-me da falta de tempo. Mas ainda assim, pelo menos ao fim de semana, consigo arranjar um tempinho, quando não há feiras, para avançar trabalho. E ontem foi o que aconteceu.

Nasceram duas novas malas.

Ref. 203/03.2007

Saco em tecido de algodão estampado, com cores diferentes em cada lado.
No lado A, fundo verde seco, ondas pretas com azul turquesa. No lado B, fundo azul turquesa, ondas pretas e verde seco.

Ref. 204/03.2007

A minha primeira experiência em patchwork.
Tecido de algodão azul estampado com florinhas, chita branca e amarela e linho cru.

Preço de cada mala: 18 € com portes de envio incluídos para Portugal.

As novidades continuam a surgir mais depressa no Flickr, por isso não deixem de passar por lá 😉

Qualquer dúvida, não hesitem em usar o e-mail.

~º(“.)º~