MUDAMOS DE CASA

Agora, pode seguir as novidades em www.kooka.org.

Pode ainda juntar-se à nossa página no Facebook aqui

Anúncios

Resistir! Resistir! Resistir!

Apesar da chuvada muito feia da manhã, resistimos e a feira no Jardim da Estrela continua!

Enquanto as coisas secam (!), fazemos uma pausa para almoço. Mas voltamos já de seguida.

1000 tsurus para o Gui

Quem me conhece sabe que não sou muito dada a estas “correntes” solidárias, embora muitas vezes participe sem me dar a “conhecer”.

Mas esta “corrente” eu assino por baixo, assumo e sinto-me tocada por ela. Talvez por conhecer o Gui, e ver o ar traquina nela carinha linda de menino que sonha ter asas para voar.

O Gui tem quase 5 anos (a idade do meu irmão…) e nasceu de uma história desde o início complicada, que acabou por se revelar ainda mais complicada para a Ana Madragoa depois do Gui nascer. O Gui nasceu com Espinha Bífida e neste momento está em tratamento para que um dia, que se espera breve, possa andar e correr como todos os meninos da idade dele.

Eu gosto muito do Gui, mas gosto especialmente da Ana. É uma querida, sempre com um sorriso no rosto, sempre bem disposta e com um talento enorme.

Tanto a Ana como o Gui são presença assídua da Feira do Jardim da Estrela e nessa mesma feira surgiu esta iniciativa. Partiu da , a nossa especialista na arte de dobrar papel e foi bem aceite por todos e pela organização que inseriu nas actividades da feira esta iniciativa.

O tsuru é um pássaro sagrado no Japão. Segundo a lenda vive 1000 anos e tem o poder de conceder desejos. Quem dobrar mil tsurus e fizer o seu pedido a cada um deles, depositando toda a sua fé e esperança, verá o seu desejo realizado. É comum oferecer-se um origami tsuru como símbolo de Sorte, Paz, Felicidade e Longevidade.

Como tal, o que a propõe é que cada pessoa dobre tantos tsurus quantos quiser, para chegarmos ao número mágico [1000], o entregue na feira para que sejam expostos e oferecidos ao Gui, carregados de energia positiva e todos os desejos de muita força para continuar a sua luta e, acima de tudo, para que seja uma luta ganha.

No dia 6, sábado, deverão entregar os vossos tsurus às organizadoras, Arquitexturas (Florbela, Luisa ou Mafalda). No dia 7, domingo, poderão dobrar tsurus e vê-los expostos. Estarão na feira pessoas voluntárias que ensinarão a dobrar o tsuru.

A união, esforço e fé de muitas pessoas formarão uma corrente de energia positiva que ajudará o Gui a ultrapassar mais esta fase da sua vida. A história deste menino e da sua mamã Ana é verdadeiramente de coragem. Para saber tudo sobre eles visitem o A união, esforço e fé de muitas pessoas formarão uma corrente de energia positiva que ajudará o Gui a ultrapassar mais esta fase da sua vida. A história deste menino e da sua mamã Ana é verdadeiramente de coragem. Para saber tudo sobre eles visitem o o site da Ana Madragoa.

| A história de Sadako Sassaki |

Sadako é uma menina japonesa, nascida em 1943. Ela tinha apenas dois anos quando a bomba atómica foi lançada sobre Hiroshima (6 de Agosto de 1945). Apesar de ter crescido saudável, aos 12 anos foi-lhe diagnosticada a doença da bomba: leucemia.
Enquanto estava no hospital, um amigo trouxe-lhe alguns papéis e dobrou um pássaro, o grou. Contou-lhe que é sagrado no Japão e tem o poder de conceder desejos. Quem dobrar mil tsurus e fizer o seu pedido a cada um deles, depositando toda a sua fé e esperança, verá o seu desejo realizado.

Sadako começou então a dobrar tsurus, pedindo para se curar e voltar a viver feliz. Ao ver que piorava a cada dia, Sadako pediu paz para o mundo.
Ela não conseguiu dobrar os mil, mas os seus amigos fizeram-no por ela. Pediram por todas as crianças doentes em consequência da explosão da bomba. Formaram um clube e começaram a pedir dinheiro para erguer um monumento.

Com a contribuição de muitas escolas no Japão e noutros países, foi inaugurado, no dia 5 de Maio de 1958, o Monumento da Paz das Crianças, no Parque da Paz de Hiroshima.

Todos os anos no Dia da Paz, pessoas do mundo inteiro enviam grous de papel para o parque. As crianças desejam espalhar ao mundo a mensagem esculpida na base do monumento de Sadako: “Este é o nosso grito, esta é a nossa oração: PAZ NO MUNDO!”

——-

INSTRUÇÕES PARA DOBRAR O TSURU:

Para cada tsuru precisa de um quadrado de papel. As medidas podem variar de 12cm até 16cm.
Depois de dobrado e caso queira oferecer vários, poderá colocar-lhes um fio, para que possam ser pendurados.
Clique aqui para visionar as instruções detalhadas. Peço que antes de dobrar escrevam uma mensagem para o Gui no centro do quadrado de papel, a lápis. A mensagem ficará dentro do tsuru, escondida dos olhares mas escrita, a dar força ao Gui!

Deixo-vos também disponível para download um gráfico com instruções passo a passo que eu própria usei quando fiz os meus primeiros tsurus há muitos anos atrás. Para isso basta clicarem aqui, guardar a imagem [botão direito do rato sobre a imagem, guardar como, et voila], imprimir ou simplesmente abrir o ficheiro e seguir as instruções [pode parecer ligeiramente confuso no início, mas na verdade é bastante simples].

E já sabem, sábado e domingo tragam os vossos tsurus para o Gui.

Férias!

E mais que merecidas!

É oficial, entro neste preciso momento de férias. E férias [quase] sem feiras, porque as últimas vezes que tirei férias foi mesmo para…feirar!

No entanto, estarei mesmo aqui ao lado, a receber as vossas encomendas e pedidos, no mail do costume.

Este ano, não há feira da Estrela em Agosto, por isso este fim de semana o Jardim estará mais mortiço, mas sempre convidativo com aquelas sombras fantásticas. No entanto, no Domingo lá irei tentar a minha sorte em Belém [inscrição número 31, pode ser que tenha sorte…].

Aproveitem para descansar, passear, namorar, sorrir muito, apanhar sol q.b., ir à Praia [há dois anos que lá não vou…], mas aproveitem acima de tudo para serem muito felizes 😉

Um obrigada a todos os que me têm acompanhado nesta aventura. Prometo que mesmo de férias vou continuar a procurar novidades para vocês!

Para as meninas tricotadeiras

abriu as portas a nova loja online portuguesa dedicada exclusivamente ao tricot e crochet.
Ainda a dar os primeiros passos, mas já com muita vontade de chegar longe, a Knit.com.pt tem já uma grande variedade de oferta.

Mas quem sou eu para vos dizer isto? Nada melhor do que visitarem e ficarem já a conhecer o que a loja tem para vocês.

E para quem não sabe tricotar [eu! eu! eu! nunca me entendi com as agulhas, não passo do básico dos básicos e mesmo assim…], há já vários workshops disponíveis!

Vá, vão até lá

😉

Curso básico de costura em 3 módulos

Estão [finalmente!] abertas as inscrições para o Curso Básico de Costura, patrocinado pela X-Plain, com o primeiro módulo marcado para dia 31 de Maio, das 15h30 às 19h30, em Telheiras.

O curso divide-se em 3 módulos, com a duração de 4 horas cada módulo:

Módulo I
– Costura à mão
> Pontos básicos
> Pontos de decoração
> Projecto intermédio

Módulo II
– Costura à máquina
> Usar a máquina
> Costura básica
> Projecto intermédio

Módulo III
– Projecto final
> Concepção e desenho
> Corte e confecção

O valor de cada módulo: 25 €

Número mínimo de alunos: 4
Número máximo de alunos: 10
No caso do interesse demonstrado em termos de inscrições, e mediante disponibilidade da formadora, poder-se-á criar um novo grupo para os sábados de manhã.

Materiais:
– para os dois primeiros módulos os materiais estão incluídos com excepção de:
Tesoura, agulhas, alfinetes, dedal, fita métrica, régua, papel para moldes, lápis e máquina para os módulos em que se usa máquina de costura. (cada aluno deverá levar o material necessário)

– para o último módulo que é o projecto final os materiais serão determinados pelos próprios alunos que vão escolher o projecto que querem fazer.

Para inscrições e mais informações, podem enviar mail para geral@x-plain.pt.

Nota: as inscrições só são consideradas válidas após pagamento por transferência bancária ou depósito directo para o NIB 0033 0000 45346473450 05 do Millenium BCP, em nome de X-Plain [Centro de Explicações] e comprovativo enviado para o mesmo endereço de email das inscrições com o vosso nome e referência Workshop Costura, num prazo máximo de 72 horas antes do workshop.
No caso de não se verificarem inscrições suficientes, a X-Plain procederá à devolução do valor da inscrição pelo mesmo meio.

No caso de desistência, a mesma deverá ser comunicada à X-Plain até 48 horas antes do workshop, caso contrário não será feita devolução do valor da inscrição.

Os módulos II e III serão marcados para os sábados seguintes.

Brevemente estarão também disponíveis os cursos básicos de Patchwork e Quilting à mão e à máquina.