Das cestas

São o que mais gozo me dão fazer, muito embora seja um trabalho muito demorado.

Neste momento, as cestas farfalhudas estão disponíveis apenas por encomenda, e ainda assim só para depois do Mundo Mix Lagos.

Há algumas diferentes, disponíveis de imediato, como esta que se segue.

Para encomendas e outras questões, o contacto mais fácil é através do mail caixa_de_chocolates@hotmail.com.

A última feita por encomenda, seguiu para a Vanda, e parece que para aqueles lados, há crianças assustadas a pensar que a cesta é um bicho…lol

O que realmente me custa saber e ver, é que, infelizmente, uma pessoa não pode fazer nada contra as faltas de imaginação e criatividade de quem vê uma coisa, gosta, acha piada e decide fazer igual…
Eu já sabia que, ao fazer as cestas, corria o sério risco de ver o meu trabalho imitado…copiado…Ainda antes de colocar fotos das cestas na net, e logo após a FIA, choveram emails a perguntar-me onde é que podiam comprar as cestas porque “quero fazer igual”…
Aviso já que não respondo a esse tipo de emails…porque acho falta de respeito por quem tem o trabalho de procurar, o trabalho de pensar e imaginar e o trabalho de criar.

Copiar é muito fácil, não dá trabalho nenhum pensar, e se nos derem a papinha toda feita então, melhor ainda!

Mas o que me custa muito mais, é ver que quem copia não se esforça sequer em melhorar o trabalho…normalmente, quando se fala de cópias, o que se vê são trabalhos, na sua maioria, com pouca [ou mesmo nenhuma] qualidade. E foi isso que eu encontrei este fim de semana, na Feira do Campo de Santana…alguém que copiou o meu trabalho mas que não teve sequer a decência de tentar fazer melhor! Neste momento, e visto que contra as cópias nada se pode fazer, a única coisa que peço a quem copia é isto: se é para copiar, façam algo MELHOR do que o original…

Enfim…fica o desabafo…

Anúncios

Do trabalho e da falta de tempo

O Mundo Mix Lagos está à porta [uma semana!!] e a falta de tempo e o cansaço são, neste momento, os meus maiores inimigos. Para quem não sabe, para além de me dedicar a estas coisas que aqui apresento, trabalho num escritório a tempo inteiro e fico sem tempo para muita coisa, inclusivamente respirar e descansar! Os últimos dias têm sido bastante puxados entre trabalho de escritório e produção de stock para o Mundo Mix Lagos. Sinto-me à beira da rotura, esgotada fisica e mentalmente, mas felizmente as férias chegam já na 6ª feira às 18 horas [YES!!!].

Mas ainda assim, continuo a produzir e a criar coisas que até há uns poucos meses atrás não me passavam pela cabeça. Como é o caso das almofadas de amamentação. As encomendas continuam a chegar e eu lá vou fazendo um esforço para conciliar as encomendas com o que quero [e tenho que] levar para Lagos.

Desta vez, a almofada de amamentação voou para a Madeira, já chegou à nova dona e aguarda agora a chegada da bebé para Setembro.

Foto da Ana, que amavelmente me enviou depois de ter recebido a almofada, uma vez que eu me esqueci de tirar foto, assim como de outras que já seguiram…=/ lol

Adoro este tecido das fadinhas e tem feito sucesso nas almofadas para meninas. Não sei se irei continuar a utilizá-lo para as almofadas por muito mais tempo, uma vez que não gosto de fazer duas peças iguais. Mesmo que o padrão acabe por não deixar repetir as almofadas, o conceito está lá…mas vamos ver =)

Ainda antes de fazer as almofadas de amamentação, tinha nos meus planos fazer um saquinho de dormir para o meu sobrinho, mas só agora tive tempo…[lá está…a falta de tempo é mesmo crónica!]. Deu bastante mais trabalho do que inicialmente me parecia que daria, mas o resultado final ficou bastante satisfatório para mim.

A foto não é boa, até me custa tê-la aqui, mas como estou há uns dias sem máquina fotográfica, tem mesmo que ser foto de telemóvel..lol

Anyways, depois de ter feito o saquinho, já começaram as encomendas também…lol por isso, e porque já me pediram para deixar aqui a informação, o saco de dormir tem um valor de 32,50€ com portes para Portugal Continental.

Envio para Madeira e Açores, sem qualquer problema, mas o valor ainda não está confirmado, tenho primeiro que passar nos CTT. Todos os envios são feitos em correio registado.

Em caso de encomenda, e dependendo da disponibilidade de tecidos, o saco demora aproximadamente uma semana a ficar pronto e a ser enviado.

Todos diferentes, todos iguais

Era [é!] o lema da Festa da Diversidade. 2 dias e 3 noites de muita música, animação, boa disposição e cores, muitas cores, nas bancas, nas luzes, nos balões, na pele de cada mas que aqui não fazia diferença.

Por alguns momentos, especialmente à noite, senti-me como se tivesse viajado no tempo, até aos meus tempos de Avante. As “mesmas” pessoas, os mesmos cheiros de comidas diferentes, os sons, o convívio, a animação. Revisitei os meus 17/19 anos, revi-me naquele tempo e tive saudades.

Reencontrei velhas caras, dos tempos do secundário.

Diverti-me muito!

Ainda na 6ª feira, poucos minutos depois do início da Festa, entrevista em directo para a rádio [Antena 1 ou Rádio Renascença, nem eu sei bem!], que gerou muitas gargalhadas na nossa [enorme!!!] tenda.

Sábado, ao início da tarde, workshop de bijuteria com artigos reciclados, que deu direito a filmagem da RTP.

O calor esteve forte, mas as visitas dos amigos, dos turistas e dos clientes, ajudaram a aguentar o ar pesado. Tivemos algumas visitas verdadeiramente intrigantes e ao mesmo tempo hilariantes [como foi o caso da “Ágata” – não, não era a cantora pimba! lol].

Durante a Festa, percebi que quem me acompanhou não podia ser melhor companhia! O Carlos [que é a loucura em pessoa!], a Helena [que chegou muito desanimada mas que voltou para Aveiro com o coração aconchegadinho e muito satisfeita], e a doce Gominha, são 3 pessoas com quem uma pessoa não pode estar mal disposta nunca. Sabem rir, sabe sorrir [tantas vezes mais importante do que saber apenas rir…], são a diversão em pessoa!

No Domingo, antes da Festa, ainda tive tempo de fazer uma visitinha [felizmente muito rápida] a Santa Maria.

Quando me deram a pulseira verde, pensei imediatamente que iria passar o resto do dia pelo hospital à espera de ser atendida. Felizmente, à hora a que lá cheguei, estava muito pouca gente nas urgências e em menos de uma hora estava de volta a casa para trocar de roupa e voltar para a Festa.

Já não fui a tempo da visita da Lau, com muito pena minha, mas a encomenda foi entregue e, pelo que sei, já tem feito sucesso 😉

De tudo isto, posso dizer que foi muito bom! Muito mesmo! E, se puder, no próximo ano lá estaremos. Há muito tempo que não passava um fim de semana tão divertido [apesar de bastante cansativo].

As minhas cestas por lá andaram novamente a fazer sucesso [dizem-me até que apareceram na TV…lol]. Umas quantas arranjaram donas novas, menos uma que, por não ter ficado pronta a tempo, está neste momento cá em casa, carente, a necessitar de nova casa.

Por isso, quem a quiser, pode enviar um mail para saber preços e condições.

Cheira-me que a cesta não vai ficar cá por casa por muito tempo 😉

Houve ainda tempo para pôr conversas em dia e para hobbies que me aquecem a alma, como a fotografia…a máquina, essa, foi comigo só no Domingo, mas veio de lá muito carregada

Bem vindos

Bem vindos ao novo espaço Kooka [Licious].

Espero que, como eu, aqui se sintam à vontade no novo espaço que há muito tempo procurava e que finalmente encontrei.

Nunca gostei da plataforma Blogger e a minha estadia por lá sempre foi temporária. E agora, que a minha loja está prestes a comemorar os 2 anos de existência, estava mais do que na altura de uma [boa] mudança.

Assim, decidi mudar-me para este novo espaço, que me parece bem mais atractivo e que é, de certo, muito mais estável e prático que o velhinho Blogger.

Tudo o que passou pelo Blogger veio comigo, todos os arquivos, todos os posts, todos os artigos.

Lá mais para trás, é normal que encontrem as fotos maiores que o template, dando um ar um pouco estranho ao blog, mas espero com o tempo ir alterando isso, até porque as férias estão quase aí e vou ter tempo de sobra para isso [ou pelo menos assim o espero!].

Neste espaço, torna-se mais fácil saber informações que já me têm perguntado por mail, uma vez que no Blogger andava tudo meio atafulhado. Assim, para saberem o que necessitam, basta clicarem lá em cima, nos separadores sobre o header e rapidamente têm as informações todas, tais como como adquirir artigos Kooka[Licious], onde me encontrar e até um breve resumo sobre como tudo começou e como chegou até aqui.

Sintam-se à vontade para explorar tudo, os aquivos, as categorias, enfim…vasculhem à vontade. Muita coisa ainda não está inserida em nenhuma categoria específica [logo, estão como “uncategorized”], mas com o tempo espero ter tudo organizado.

Fico à espera dos vossos comentários, críticas e sugestões que são sempre bem vindos.

Obrigada a quem me continua a visitar ao fim destes quase dois anos =)

Festa da Diversidade

A Festa da Diversidade é organizada pela SOS Racismo, e irá decorrer nos próximos dias 13, 14 e 15 de Julho com o seguinte horário:

Sexta feira, 13 de Julho – das 19h00 às 02h00
Sábado, 14 de Julho – das 16h00 às 02h00
Domingo, 15 de Julho – das 16 às 00h00

A entrada é livre.

O programa da Festa pode ser consultado aqui.

80 ORGANIZAÇÕES NA PRAÇA DO COMÉRCIO
Três dias de festa pela Igualdade

A Festa da Diversidade e da Igualdade de Oportunidades realiza-se nos dias 13, 14 e 15 de Julho na Praça do Comércio.
Integrada no Plano Nacional de Acção do Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades para Todos (AEIOT) – a Festa da Diversidade e da Igualdade de Oportunidades é um espaço livre, aberto, onde a diversidade de culturas, identidades, modos de ser, estar, pensar e agir, são propícios ao convívio, ao conhecimento mútuo e à solidariedade.
A Festa é uma iniciativa conjunta da Estrutura de Missão do AEIOT, da CM-de Lisboa e de várias ONG com trabalho relevante na luta contra as discriminações.
Durante três dias, a mais emblemática praça da capital vai ser ocupada por exposições, concertos, espectáculos, teatro, workshops e debates… e também experiências gastronómicas.

A Festa da Diversidade pretende colocar na agenda cultural, social e política portuguesa um evento que assumindo as diversidades contribui para a igualdade.
Trazer à mesma Festa, no centro da capital, públicos com diferentes hábitos culturais e sociais, é o desafio lançado pela Festa da Diversidade.

—-

Eu vou lá estar, juntamente com a Associação Vale Terra e o Clube de Jovens de Sacavém.
Vão estar também a Gominha, a Recicl’arte, a Etnyk, e ainda em representação da Mão Maria e da Maria Alfazema. Apareçam por lá.

~º(“.)º~

Chegou!!!!!

Finalmente, depois de mais de um ano a tentar comprar uma, tenho a MINHA própria máquina de costura!!! A que tenho usado nos últimos meses, pertence à ex-namorada do meu irmão e eu sabia que mais dia menos dia tinha que a devolver. E assim foi, no início desta semana.

Mas agora, FINALMENTE, consegui comprar esta “belezura” lol =D
Estou FELIZ FELIZ FELIZ! Já me disseram que pareço uma miúda pequena de tão feliz que estou, mas a verdade é que quando consigo ter as coisas que realmente quero [e muito!], compradas [sempre] com o meu esforço, com o meu trabalho, fico assim meio infantil…

Não é uma Singer, é uma Jocel, mas a Jocel é uma boa máquina também. E ainda por cima..é gira…lol e é MINHA! =D *baba*

Claro que já foi baptizada por ela como Ivete Marize [lol], mas para mim é a minha Jocela!

Ai coisa mai’linda da sua dona…=D

Pode parecer uma insignificância, mas para mim é uma vitória, conseguir ter uma coisa destas, que não é propriamente barata [embora, POR ACASO, até estivesse em promoção e eu não sabia…oh que chatice, poupei 20 euros!].

A partir de agora, vai ser sempre a bombar com o pé no pedal da máquina a acelerar até às tantas! Er…hum…ok, pronto, não é a acelerar, é a coser mesmo!

Entretanto, e porque as Feiras não param, amanhã lá vou eu de novo com a banca e os tarecos todos às costas até Vila Franca de Xira, para a 2ª edição da feira de Artesanato e Velharias no Jardim Municipal. Desta vez, a Feira está inserida nas Festas do Colete Encarnado, por isso espera-se bastante animação!

Para terem uma ideia, deixo-vos aqui o programa das festas para sábado e domingo:

SÁBADO, 7 DE JULHO

10h00 – Concentração de Campinos e deposição de uma coroa de flores no Monumento ao Campino
10h00 – Feira de Velharias e Artesanato –até às 18h (Jardim Municipal)
11h00 – Corrida de campinos e condução de jogos de cabrestos (Campo de treinos do UDV)
14h30 – Prova de Atrelagem de Tradição (Largo 5 de Outubro)
15h00 – Missa cantada de evocação ao Forcado Ricardo Silva “Pitó”, na Igreja da Misericórdia
16h00 – Homenagem ao Campino na Praça Afonso de Albuquerque (Lg. da Câmara)
Desfile de Campinos / Desfile de Atrelagens
17h30 – Inauguração do Mausoléu ao Forcado Ricardo Silva “Pitó” (Cemitério de Vila Franca de Xira)
18h00 – Espera de Toiros seguida de Largada
18h00 – Chegada a Vila Franca de Xira do IV Cruzeiro / Regata da Moita
22h30 – Noite da sardinha assada (Postos Públicos na Rua 1º de Dezembro, junto à Travessa do Araújo e antiga Lota, na Rua Almirante Cândido dos Reis, junto à companhia de seguros e na Rua Serpa Pinto, junto à churrasqueira)
22h30 – Animação itinerante nas ruas e palcos da cidade – Tunas Académicas, Arruada com Grupos de Música Popular, Fado, Sevilhanas/Flamenco e Ranchos Folclóricos.
22h30 – Concerto com Xutos e Pontapés (Parque Urbano) – venda de bilhetes
23h00 – Baile com a Banda “Os Miúdos da Rua” na Av . Pedro Victor

DOMINGO, 8 DE JULHO

00h30 – Concerto com o Grupo de Música Popular Portuguesa ADIAFA (Palco da Av. Pedro Victor)
02h00 – Garraiada da Sardinha Assada na Praça de Toiros Palha Blanco
02h30 – Flamenco “Almagitana” (Av. Pedro Victor)
04h30 – Distribuição de caldo verde
10h30 – Espera de Toiros seguida de Largada
12h00 – Partida do IV Cruzeiro / Regata da Moita
15h00 – Animação com Folclore e Música Popular Portuguesa (Jardim Municipal)
17h00 – Animação Infantil com Teatro Dom Roberto “O Barbeiro e a Tourada”, o Palhaço Enano e a presença do homem Estátua , recordista do Guiness. Animação Infantil com o Palhaço Enano (Largo da Câmara).
17H00 – Maratona de Cycling – 4 horas a pedalar, das 17h00 às 21h00 (Jardim Municipal)
18h00 – Corrida na Praça de Toiros Palha Blanco – Cartaz
20h30 – Jantar dos Campinos (Mercado Municipal)
22H30 – Espectáculo de Fado Marialva (Largo do Câmara)
00h00 – Lançamento de Fogo de artifício no Rio Tejo
Encerramento do Colete Encarnado

Nota: Programa sujeito a alterações por motivos imprevistos

Quem estiver por perto, apareça por lá.

~º(“.)º~

Mission Accomplished

A FIA terminou. FINALMENTE! Sim, porque desengane-se quem pensa que estar atrás de uma banca, neste caso um stand, é fácil e divertido. Não é. Ou melhor, até é, mas é extremamente cansativo, especialmente quando se fecha o estaminé às 11 da noite, antes da meia noite não se está em casa e depois de chegar a casa ainda se fica a trabalhar até às 5 e tal da manhã…para regressar ao estaminé às 2 da tarde do dia seguinte.

A experiência foi muito positiva [e o saldo também foi bom, felizmente!], até porque vejo hoje estas feiras com outros olhos.

A primeira experiência foi no ano passado, mas em tom de “part-time” uma vez que participei num stand colectivo apenas dois dias, com a Maraluna, e logo nos piores dias de todos [2ª e 3ª feira, que são sempre os piores dias de feira…]. Depois desses dois dias, estive a dar uma ajuda no stand da Etnyk, mas ainda assim com a sensação de visitante e não de expositora.

Este ano a coisa foi mesmo à séria. O investimento também, claro, e aí tive um pouco de receio de não ter o retorno necessário, mas felizmente as coisas acabaram por correr bem. Ainda que o stand tenha sido a dividir por 4, o valor da inscrição não é propriamente barato.

Fiquei algo desiludida com a organização da FIA que trata o pavilhão Nacional de forma muito diferente do Internacional, onde tudo é permitido e no Nacional não. Fiquei desiludida por terem mudado o horário de funcionamento, encerrando às 11 da noite, quando nos anos anteriores acabava à meia noite. Todo o público se queixou, especialmente quem veio durante a semana porque, como é normal, quem vem depois do emprego vai primeiro às tasquinhas para jantar e só depois vai visitar os pavilhões…e fica sem tempo para ver tudo!

E, no Pavilhão Nacional, às 11 em ponto começavam a apagar as luzes, mesmo ainda havendo pessoas a comprar e às 11 e dez as únicas luzes que ainda estavam ligadas eram as de presença e a iluminação própria de cada stand. No Internacional, o mesmo não se passava…as luzes ficavam ligadas e os visitantes continuavam sem problemas até terminarem as suas compras.

Outra coisa que me desiludiu bastante, assim como a toda a gente ou pelo menos uma grande maioria, exceptuando uma meia dúzia de iluminados que constituíam o júri, foi o concurso habitual de artesanato. Este ano dedicado ao Brinquedo, na categoria de Artesanato Contemporâneo, o primeiro prémio foi parar às mãos da autora de um trabalho que deixa muito a desejar, tanto em termos de criatividade como de qualidade, especialmente quando se sabe que a Menção Honrosa foi para os fantásticos bonecos da Julieta Franco. Se no site podemos ficar a conhecer as ilustrações, podemos também imaginar aquelas ilustrações passadas para bonecos de pano, carregados de cor e magia. É pena que a FIL ainda não tenha disponibilizado as fotos das peças a concurso deste ano.

Enfim…

Fiquei ainda a perceber que os níveis de invejas e dores de cotovelo naquela feira são enormes. Desde abaixo-assinados para nos proibirem de estarmos a trabalhar num local onde não incomodávamos ninguém e onde nem sequer estávamos perto de quem iniciou o abaixo-assinado, passando por muita dor de cotovelo, até ao choque que é saber que as pessoas para além de ressabiadas são ignorantes.

É um mundo cão, este. Eu já optei por fazer off e não ligar a estas coisas, mas ignorância e prepotência são duas coisas que não ligam comigo.

~º(“.)º~